sábado, 31 de outubro de 2009

Teatro Camões (6 e 7 Nov) e Teatro Viriato (8 Nov)











GRUPO DANÇANDO COM A DIFERENÇA


Lisboa
CNB Convida - 06 e 07 de Novembro (21h)
Teatro Camões

Viseu
Lisboa
Programação 2009-2010 - 08 de Novembro (16h30)
Teatro Viriato

Os conceitos de inclusão social e da Dança Contemporânea fundem-se com o objectivo de demonstrar que bailarinos, independentemente de possuírem ou não algum tipo de deficiência, podem produzir espectáculos de dança de excelência artística.
A convite da Companhia Nacional de Bailado, o Grupo Dançando com a Diferença apresenta, no Teatro Camões, duas importantes obras do seu repertório, num espectáculo provocador.

Henrique Amoedo


LEVANTA OS BRAÇOS COMO ANTENAS PARA O CÉU
Coreografia: Clara Andermatt
Música Original Vítor Rua
Estreia absoluta: Centro das Artes Casa das Mudas, Calheta, Madeira - 28 Julho de 2005

BEAUTIFUL PEOPLE
Concepção, Textos e Coreografia: Rui Horta
Banda Sonora Tiago Cerqueira, Nick Cave, John Zorn-Ennio Morricone, Eurhythmics (arranjo de Tiago Cerqueira)
Estreia Absoluta: Centro das Artes Casa das Mudas, Calheta, Madeira - 14 de Junho de 2008

Mais informações em:
www.cnb.pt

www.teatroviriato.com

2 comentários:

Hapi disse...

hello... hapi blogging... have a nice day! just visiting here....

voo do tapete disse...

Fui.
Vi.
Senti.
Chorei e ri. Também sorri.
Da minha cadeira, na plateia, também dancei.

Muito forte.
Muito envolvente.
Muito questionador.

Quem somos nós no nosso corpo?
O corpo que nos tapa e nos desvenda...
O corpo que nos aprisiona e nos liberta, o corpo que nos faz ser quem somos, o corpo pelo qual podemos ultrapassar-nos à procura de SER mais e viver uma VIDA PLENA.

Ainda bem que este projecto tem sede na Madeira!
Porque Portugal não é só Lisboa...

Que pena que este projecto esteja na Madeira... Porque a minha filha, de 19 anos, portadora de trissomia 21, acabado o seu percurso escolar, está em casa. Em stand by... Como que numa antecâmara para coisa nenhuma...

E hoje eu vi, claramente visto, que este projecto não é para "fazer-de-conta" que não se é portador de deficiência, "fazer-de-conta" que se faz formação profissional, "fazer-de-conta" que se promove a inserção social...

Este projecto é para viver a condição da diferença com plenitude, com liberdade e com a dignidade de se ser, acima de tudo PESSOA!

Parabéns a Henrique Amoedo e a toda a Companhia!

Pergunto-me: será que não há ninguém que tenha interesse em fazer acontecer um projecto destes aqui pelo continente?